Sublimação: 10 Mitos e Verdades sobre o processo

O que você sabe sobre o processo de sublimação? Este é um método utilizado para estampar diversos produtos, principalmente camisetas. É muito utilizado na área de moda, no setor de brindes e também pode trazer resultados de qualidade para diferentes fins. Para deixar o processo de transferência por sublimação mais claro, listamos aqui 10 mitos e verdades sobre o assunto. Confira nos tópicos abaixo:

Mito ou verdade: 10 fatos sobre o processo de sublimação

1. Este processo tem cores opacas como resultado.

Mito. Quando o processo é bem-feito, com materiais de qualidade e com a quantidade certa de pigmentos, o resultado são produtos com estampas vivas e intensas.

2. O processo de sublimação garante que a tinta fique bem fixada no tecido.

Verdade. Durante o processo de sublimação, o tecido é aquecido e suas fibras se abrem para receber o vapor da tinta – também aquecida – que tinge o tecido de forma permanente. Mesmo com lavagens posteriores e atritos da roupa, a qualidade da estampa continua a mesma, porque a tinta não sai.

3. Sublimação é o mesmo que transfer.

Mito! São dois processos de aplicação de tinta bem diferentes. Em “Transfer” a tinta é aplicada sobre o tecido, diferente da sublimação, processo em que a tinta penetra nas fibras do tecido – característica que aumenta a resistência da estampa.

4. A temperatura da prensa é sempre a mesma.

Mito! A temperatura e o tempo ideais dependem do produto utilizado e da marca e do modelo da prensa.

5. A transferência térmica é o processo mais antigo de sublimação.

Verdade! Dos dois processos mais comuns de sublimação – a impressão direta e a transferência térmica – a segunda opção é a mais antiga. Nesse caso, uma máquina de prensa térmica é utilizada para transferir a tinta sublimática para o material.

6. A sublimação só pode ser usada para estampar tecidos.

Mito! O processo de sublimação revolucionou diversos setores da indústria. A partir dele, podem ser impressas camisetas, canecas, chaveiros e embalagens.

7. O papel transfer sublimático é um dos itens básicos para o processo.

Verdade! Este é um dos elementos essenciais para realizar o processo. Na sublimação digital, é essencial que o papel seja específico para essa finalidade – um papel especial -, já para a impressão offset este deve ser de excelente qualidade.

8. Mas também pode ser utilizado papel sulfite comum

Verdade! Mas é preciso estar ciente de que o resultado alcançado não terá a mesma qualidade de um processo realizado com o papel transfer sublimático, podendo ser considerada, inclusive, uma prática bem amadora.

9. É possível reutilizar o papel de transfer.

Mito! Durante o processo de transferência de tinta, a substância deve sair toda do papel e ser transferida para a superfície. Portanto, o papel pode ser descartado. É importante que todas as etapas de transferência sejam corretamente seguidas, para que o produto final tenha a qualidade esperada.

10. O processo de sublimação é a mudança do estado sólido para o gasoso.

Verdade! O processo de sublimação pode ser resumido desta maneira. Na estamparia, esta é uma maneira de imprimir imagens em tecidos e outras superfícies.

Gostou de saber mais sobre este processo de sublimação? Acompanhe o blog e descubra mais sobre esta eficiente forma de estampar camisetas e embalagens! 



[dynamichidden categoria-post "categoria_do_post_atual"]
[dynamichidden post_atual "post_atual"]

Summary
Sublimação: 10 Mitos e Verdades sobre o processo
Article Name
Sublimação: 10 Mitos e Verdades sobre o processo
Description
O que você sabe sobre o processo de sublimação? Para deixar o processo de transferência por sublimação mais claro, listamos aqui 10 mitos e verdades sobre o assunto. Veja!
Author

Deixe abaixo seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *