Como utilizar melhor a linha Power Film

Podendo ser utilizados tanto em tecidos de algodão quanto em tecidos sintéticos, com excelente durabilidade, qualidade e beleza, a família Power Film têm ganhado cada vez mais espaço no mercado com o aumento das personalizações de produtos. 
Mas, apesar de simples, o processo de recorte, depilação e transferência do Power Film exige alguns cuidados que, quando seguidos a risca, tornam o processo mais simples com uma transferência de maior qualidade.

Para você que está procurando otimizar a utilização das suas bobinas de Power Film, confira cinco dicas importantes em alguns pontos do processo:

Lâmina

Para realizar o corte do filme, utilize uma lâmina afiada, que esteja em condições de cortar sem aplicação muita força/pressão. Normalmente, a lâmina custa menos que um metro de filme, então essa é uma excelente forma de evitar desperdício de material e dinheiro.

Se você tiver dúvidas de como escolher a sua lâmina, pode entrar em contato com a Embaplan.

Fita de teflon

Ainda falando sobre corte, para facilitar o procedimento, é essencial que você verifique o estado da fita de teflon onde a lâmina é apoiada. Ela não pode estar com um rasgo muito profundo. Certifique-se que essa fita esteja em ótimas condições, pois isso facilitará o seu recorte, evitando desperdício do filme de recorte.

Uma boa dica para economizar é tentar virar a fita, permitindo que um novo lado seja utilizado, então não esqueça de checar esse ponto. E para reforçar a primeira dica, uma lâmina bem conservada também ajuda a economizar a fita de teflon.

Transferência

Passando agora para a transferência do filme, é fundamental que a prensa que você irá utilizar não varie sua temperatura mais do que +-2०C da temperatura estabelecida. Se você conseguir uma variação de +-1०C é o ideal!

Hoje no mercado, quase todas as prensas são digitais. Então fique atento a essa dica: entre em contato com seu fornecedor de prensa e peça instruções de como programar para que a sua máquina ligue e desligue com maior frequência, o que reduz as variações de temperatura, facilitando o processo.

Temperatura

Também é importante que haja estabilidade de temperatura em toda a prensa, ou seja, que o meio da peça não esteja mais quente, ou mais frio, do que a sua ponta, por exemplo.

Antes de iniciar o trabalho, repita o ciclo de abertura e fechamento da ferramenta quantas vezes forem necessárias para que a base fixa fique aquecida em uma temperatura próxima da base móvel. Isto permitirá que todo o calor seja transferido para o filme e não “roubado” pela base.

Preaquecimento

Essa dica pode parecer básica, mas é essencial para quem quer trabalhar com excelência: sempre preaqueça o tecido para onde será transferido o filme de recorte. Isso melhora, e muito, a qualidade da transferência e da própria aderência do filme.

Preaqueça por, pelo menos, o intervalo ajustado para a transferência. Caso a peça esteja úmida, continue a preaquecer até que não haja o menor sinal de vapor saindo do tecido. Esse processo elimina bolhas e manchas na transferência, além de, como dito anteriormente, aumentar a sua aderência.

Agora que você já conhece a melhor forma de trabalhar com o Power Film, conheça quais são os 10 erros que você deve evitar!

Summary
Como utilizar melhor a linha Power Film
Article Name
Como utilizar melhor a linha Power Film
Description
Podendo ser utilizados tanto em tecidos de algodão quanto em tecidos sintéticos, com excelente durabilidade, qualidade e beleza, a família Power Film têm ganhado cada vez mais espaço no mercado com o aumento das personalizações de produtos.

Deixe abaixo seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *